A cidade através do indício: cartografias de Íris Helena

Revista Desvio

Íris Helena, artista visual sediada em Brasília realiza uma investigação crítica sobre a cidade, captando com seu olhar imagens urbanas que reproduz sobre distintos suportes.

A artista deixa transparecer sua metodicidade ao utilizar-se da repetição na série “Paraísos Fiscais” (2016), qual utiliza tickets de compra. Nessa série a artista trabalha com a noção ambígua da memória. Com tickets e jatos de tinta, a memória torna-se um fardo para aqueles que necessitam guardar o percurso, o gasto, enquanto que para outros é uma dádiva, já que a tinta esvai, ocultando o valor do desejo. A reutilização de materiais descartados é uma maneira de retomar o histórico do objeto: a expectativa da compra, a efetivação do desejo realizado em um instante.

Indício.queda, da série Paraísos Fiscais, 2016 “Indício|Queda”, da série “Paraísos Fiscais”, 2016.

Na obra “Indício|Queda”, os tickets de compra podem referir-se à lembrança do consumo, da busca pelo novo e da plasticidade das relações sociais de Brasília…

Ver o post original 174 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s